Juízes de nós mesmos

 

Hoje tem estreia aqui no site 🙂 Vamos trazer conteúdo bem massa pra vocês através de um blog! Abordaremos variados assuntos: pessoas, o que tá rolando no mundo, novos conceitos, velhos tabus – ou seja, tretas vão rolar mas também seremos fofos! E, claro-como-não-poderia-deixar-de-ser-obviamente, o primeiro post é um assunto digno de cortinas vermelhas se abrindo!

Tinha rolado outras inspirações para essa première, mas confesso que o que rolou mesmo foi uma pequena lágrima no programa Superbonita (GNT) de hoje, com o tema “Juízes da internet”. E aí, quis furar a fila e escrever sobre alguns pontos da entrevista porque acredito – MUITO – que essa é a alma do nosso trabalho. Somos juízes, sim, mas só podemos julgar aquilo que bem conhecemos: nós mesmos!

Karol Conka recebeu Jout Jout e Magá Moura, duas influenciadoras simplesmente ma-ra-vi-lho-sas, para falar de estilo, críticas (umas duras e verdadeiras, outras infundadas, leia-se haters), sociedade, conceitos, verdades que estão dentro da gente.

Sobre Magá Moura, Karol Conka já começa assim, com impacto: “pra carregar um estilo forte, você precisa ter conteúdo, e isso a Magá tem de sobra”. Sem sombra (nem sobra) de dúvidas, Magá é dona de um estilo – já que é assim – fortíssimo. Já a Jout Jout, youtuber e jornalista, define-se como não vaidosa, pois só veste roupas básicas e de cores neutras

O que dizer até mesmo sobre meu juízo do estilo da Magá é que não dá pra julgar que uma pessoa tem um estilo fortíssimo – sim, estou desconstruindo minha fala. A pessoa tem um estilo, ponto! Seja básico, colorido, travestido; maquiado ou lavado; crespo ou alinhado. Aqui a gente gosta e vibra com gente que se veste de si mesmo.

Magá define seu estilo como “choque-choque-choque”, sem escutar as dicas de moda de balancear colorido com peças mais neutras. Ela que saiu do Brasil para Londres com 3.000 seguidores e voltou com 10.000, com seu estilo sustentado pela sua verdade lá fora e aqui. Sendo assim, ficou referenciada pelo estilo “inglês”. Se quisesse usar melancia para aparecer, pendurava como brincos, apontando para seus unicórnios na orelha. Já te amamos, Magá!

Sobre as críticas, Jout Jout disse que só conseguiu se livrar do medo fazendo os vídeos para a internet. Começou enviando vídeos privados para as amigas, e depois dando a cara a bater mesmo. Ela só sentiu o peso das críticas irem embora, quando viveu na pele que não agradou a todos – comentários surgiam “pior vídeo do mundo”, melhor vídeo da vida – e aprendeu a peneirar o que vem pra agregar ou é simplesmente dispensável.

O que me chamou atenção foi seu terapeuta a fazer repensar sobre o conceito de vaidade. Ela não se achava vaidosa – por usar roupas “sem cor” e não ter “saco para maquiagem” e “fez as pazes com isso”. Então, ele falou “mas por que isso não é vaidade?” Por que usar roupas que não são básicas, usar maquiagem e fazer mil tratamentos estéticos são os únicos links para fazer juízo à vaidade? (ein ein ein???????)

 

vai·da·de 
(latim vanitas, -atis)
substantivo feminino
1. Qualidade do que é vão, inútil, sem solidez nem duração. = VANIDADE
2. Fatuidade; ostentação.
3. Sentimento de grande valorização que alguém tem em relação a si próprio. = VANGLÓRIA
4. Futilidade.
Fonte: https://www.priberam.pt/dlpo/vaidade [consultado em 30-05-2017].

Se a gente for ao dicionário, encontra essa definição. Mas se a gente for focado na linhazinha 3, do sentimento de valorização de si próprio (que nem precisa ser grande, só precisa mesmo existir)… ah, meus amigos e amigas, é encontrar felicidade em aceitar aquilo que somos, do jeito que somos. Vaidade é saber se amar por inteiro. É um estado de elevadíssima auto-consciência.

Jout Jout maraviliosa ainda termina essa entrevista com algo assim: é muito tempo que a gente passa com a gente, esse tempo precisa ser prazeroso, então por que gastar energia tentando se encaixar nos padrões de outras pessoas que não o seu?

Toda a entrevista foi linda, e quem quiser assistir achamos nesse link. Finalizamos com nosso coraçãozinho pulsante por tantos aprendizados e reaprendizados e um início lindo aqui no blog <3

 

Julyanna Kumamoto

Julyanna Kumamoto

Proprietária

Assessora de imagem. Aqui compartilho conceitos e minhas visões
para te ajudar a ter um estilo de vida melhor. Cosmopolita e pensadora full time.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *